Tabela do INSS Autônomo: Valores de contribuição atualizados para 2020

Em 2020, os valores de contribuição foram atualizados, considerando as novas alíquotas que entraram em vigor.

Por Redação 14/02/2020 - 07:12 hs

Quem trabalha por conta e deseja contar com os benefícios previdenciários deve ficar atento à tabela do INSS para autônomo. Em 2020, os valores de contribuição foram atualizados, considerando as novas alíquotas que entraram em vigor.


Nem todos os brasileiros atuam no mercado com carteira assinada. Há mais de 4 milhões de profissionais autônomos no país, que ganham a vida com pequenos negócios e precisam organizar as próprias finanças. Um dos deveres é contribuir com o INSS para ter uma série de direitos assegurados, como aposentadoria, auxílio-doença, licença-maternidade e pensão por morte.

Tabela do INSS Autônomo 2020 com valores atualizados

O valor descontado do salário do trabalhador com carteira assinada vai mudar em 2020 com a reforma da previdência. Quem ganha menos contribui menos e quem ganha mais contribui mais. Os descontos vão de 7,5% a 22%, no caso de servidores públicos.

As novas regras têm impacto na tabela do INSS para empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso. Já a tabela do INSS para autônomo apenas teve os valores atualizados, com o reajuste de 4,48% do ano de 2020.

Todo ano, o Instituto Nacional do Seguro Social atualiza sua tabela, que reúne valores de salário de contribuição, alíquota e valor da contribuição previdenciária. Os reajustes começam a valer em 1º março de 2020.

Confira a tabela do INSS 2020 para autônomo:

Salário de contribuiçãoAlíquotaValor
R$ 1.0455%R$ 52,25 por mês
R$ 1.04511%R$ 114,95 por mês
R$ 1.045 até R$ 6.101,0620%Entre R$209,00 e R$1.220,21

Como pagar o INSS na condição de autônomo?

O trabalhador autônomo se inscreve na Previdência Social como “contribuinte individual”. Feito isso, ele deve fazer o cadastro no PIS (Programa de Integração Social). As pessoas que já trabalharam com carteira assinada possuem o número do PIS, portanto, não precisam se preocupar.

O próximo passo é efetuar o pagamento da Guia da Previdência Social (GPS). Para os trabalhadores autônomos há dois tipos de contribuição:

Código 1007: corresponde a 20% do salário, limitado ao teto da previdência em 2020 (R$ 6.101,06).

Código 1163: nesse caso, o valor é de 11% do salário mínimo vigente (R$ 1.045). Esse plano, conhecido como simplificado, dá direito à todos os benefícios previdenciários, exceto a aposentadoria por tempo de contribuição.

A GPS funciona como uma espécie de carnê, que deve ser preenchida pela internet e paga mensalmente. O pagamento pode ocorrer em um banco ou casa lotérica. A data de vencimento é sempre dia 15.

Uma pessoa que contribui plano normal pode, a qualquer momento, mudar para o plano simplificado de contribuição. Basta alterar o código no momento de gerar a GPS.

Os autônomos podem, ainda, legalizar o próprio negócio através da modalidade de Microempreendedor Individual e recolher o INSS. O pagamento da guia do MEI (DAS-MEI) corresponde a 5% do salário mínimo. São aceitos nessa categoria profissionais liberais que ganham até R$ 81 mil por ano.

Ainda tem dúvidas sobre a tabela do INSS para autônomo? Ligue para central de atendimento 135 e converse com um atendente.

Informações INSS